Portal de Investimentos

Previdência

Previdência

Com cautela sobre economia global, Ibovespa deve se manter de lado na semana

Dados da Europa e China devem pressionar mercado, mas Estados Unidos pode ser driver positivo; inflação em foco no Brasil

  • Fonte: InfoMoney
  • Data: 23/03/2012 20:10

SÃO PAULO - A visão menos otimista sobre o crescimento mundial pressionou o desempenho do Ibovespa na semana entre os dias 19 e 23 de março, levando o índice a encerrar o período em queda de 2,77%, aos 65.812 pontos. Apesar disso, o benchmark acumula ganhos de 15,96% no ano.

Na opinião do economista-chefe do Banco ABC Brasil, Luis Otávio de Souza Leal, o mercado refletiu uma série de indicadores de atividade na Zona do Euro e o PMI chinês que, juntos, mostraram sinais de arrefecimento da atividade nestas regiões.

No mesmo sentido, ele explica que os dados sobre a economia norte-americana pararam de surpreender o mercado positivamente, contribuindo para a queda da euforia dos investidores. “Isso tudo, salpicado com as preocupações com relação ao petróleo e as implicações sobre o nível de atividade, contiveram o otimismo do mercado”, afirma o economista.

Dentro deste cenário, Leal afirma que o mercado deve se manter de lado na semana entre os dias 26 e 30 de março, oscilando próximo aos 65.000 pontos.

“Salvo algumas surpresas na série de números sobre a economia dos Estados Unidos, que podem surpreender positivamente, a sensação é de que a sequência de ganhos nos primeiros meses do ano já inflou bastante as bolsas. O mercado já se adaptou a esse nível e a tendência daqui para frente, como normalmente acontece nesses ciclos, é começar a registrar dados que surpreendam para baixo”, afirma o economista.

EUA, Europa e Ásia
Leal diz que o principal vetor na próxima semana para o desempenho do mercado continua a ser o desempenho da atividade mundial. Em relação à economia dos Estados Unidos, ele destaca a publicação da terceira e última revisão do PIB (Produto Interno Bruto), além dos dados sobre renda e gasto pessoal. Segundo o economista, estes dados adquirem importância especial por conta da sequência de alta nos preços do petróleo.

Os analistas José Francisco de Lima Gonçalves, Luis Fernando Azevedo e Armênio Westin, da Banco Fator Corretora, afirmam ainda que, dentre os dados norte-americanos, a confiança do consumidor deve atrair atenção, já que a prévia de março medida pela Universidade de Michigan decepcionou ao recuar em fevereiro.

Na Europa, os analistas destacam os indicadores econômicos da Alemanha, como a inflação ao consumidor e as vendas no varejo em fevereiro. Na Zona do Euro, os principais indicadores são a pesquisa IFO de confiança e a estimativa para o CPI do bloco.

Brasil: dados de inflação ganham a cena
No front doméstico é esperada a divulgação do Relatório Trimestral de Inflação pelo Banco Central. Outro ponto forte da semana é o IBC-Br (Índice de Atividade do BC) de janeiro. Finalizando as divulgações das Notas à Imprensa do BC, sai a nota de Política Monetária e Operações de Crédito, na terça-feira, e a nota de Política Fiscal, na quinta-feira.

Em relação ao nível de preços, o índice de inflação de maior relevância na semana é o IGP-M (Índice Geral de preço - Mercado) de março. A estimativa do Banco Fator é de alta de 0,42%, o que significa uma forte aceleração em relação ao dado do mês passado, assim como em relação ao IGP-10 divulgado no dia 15 de março, de 0,24%.




Outras notícias de 23/03/2012

19:37

BCE continuará com papel essencial na Zona do Euro, aponta Ernst & Young - Empresa de auditoria adverte que, mesmo com resoluções da crise com acordo na Grécia, bloco ainda não saiu da crise

18:18

Ações da GOL caem 8,65% e lideram perdas do Ibovespa na semana - Alta do preço do petróleo, cenário mais negativo para economia e alto endividamento motivaram queda, aponta operador

18:15

Petróleo sobe, após projeção de queda acentuada nas exportações do Irã - Relatório de consultoria suíça aumenta temor do mercado sobre possível interrupção do fornecimento da commodity

18:08

Reorganização se aproxima e ações da Oi dominam topo do Ibovespa na semana - Alterações devem ocorrer no início de abril; são esperadas perspectivas para a empresa, como política de dividendos

17:57

Apesar de ganhos no pregão, Dow Jones e S&P 500 fecham na pior semana de 2012 - Com agenda fraca de indicadores, mercado digere vendas abaixo do esperado do setor imobiliário dos EUA; petrolíferas lideram ganhos

17:55

Confira a agenda do investidor para a última semana de março - Indicadores de inflação e de consumo movimentam agenda dos EUA; já no Brasil, notas do BC e relatório trimestral de inflação em foco

17:40

Dólar fecha em queda de 0,65%, cotado a R$ 1,8103, mas encerra semana no azul - Em sessão com poucas referências e leilão de compra de dólares do BaCen, divisa norte-americana encerra sequência de quatro altas

17:20

Ibovespa alterna entre perdas e ganhos por todo o dia e fecha quase estável - Índice esteve descolado dos principais mercados mundiais, influenciado principalmente pela desvalorização das ações da OGX

17:15

Juros futuros fecham em queda, ainda refletindo IPCA abaixo do esperado - Investidores também repercutiram agenda doméstica do dia, com atividade comercial de fevereiro apresentando alta

15:05

Dow Jones e S&P 500 operam no positivo, puxados por petrolíferas - Após perdas na véspera, mercado recupera ganhos, embora dados do setor imobiliário dos EUA tenha decepcionado o mercado

14:53

Roberto Tadeu é nomeado para o cargo de diretor da CVM - Mandato vai até 31 de dezembro de 2016; funcionário da autarquia desde 1974, exercia a função de superintendente-gera

14:35

Brasil ainda não tem posição sobre taxa financeira proposta pela UE, diz Barbosa - Secretário do ministério da Fazenda diz que restam diversos pontos em aberto, os quais podem prejudicar os países emergentes

14:30

Com agenda fraca, bolsas da Europa terminam com sinais distintos - Produtoras de commodities e montadoras, no entanto, impulsionaram os índices na maior parte do continente

14:28

Inflação deve encerrar o ano abaixo da marca de 5%, afirma secretário da Fazenda - Elevação no preço do petróleo favorece a estabilização das commodities, já que pressiona as economias desenvolvidas

14:09

Com investidores esperando medidas do Governo, dólar recua 0,4% nesta tarde - Segundo especialista, medidas de intervenção só permitem ao investidor fazer o "mínimo necessário" no mercado de câmbio

ACESSO RÁPIDO

RSS Banco Santander
Portal de Investimentos